A teoria da Ravina Clayton

No terceiro filme do “De volta para o futuro” existia um desfiladeiro onde supostamente uma professora, a Clara Clayton, deveria morrer e dar origem ao nome da tal ravina. No filme Dr Brown faz uma maquete com o esquema de sequestrar o trem, empurrar o Delorean até 88 milhas por hora e voltar a 1985.

Pois bem, nesta maquete, existia o “point of no turning back”, passando dele, não dava mais pra frear. Ou o Delorean atingia 88 milhas por hora ou todo mundo iria pro vinagre. E é aí que entra a teoria.

As pessoas normalmente evitam se entregar em um relacionamento. Evitam mostrar suas falhas ou admitir o que sentem. Os motivos são variados, ou é a síndrome de Peter Pan,  ou é trauma do relacionamento passado ou qualquer outro motivo escuso. Se um dia você decidir passar do “point of no turning back”, de duas uma: Ou vai ser tudo ótimo e você volta pra 1985, ou você se fode e cai no desfiladeiro. O problema então é chegar à esse ponto, chegar até ele significa decidir ir em frente ou frear e desistir. Até onde andei pensando esse ponto existe, mais cedo ou mais tarde você vai chegar a ele.

Anúncios